Mareações
Introdução História Equipamento Segurança Vento Técnica
Mareações Jogos De A a Z

Mareações e Amuras

MAREAÇÕES

O termo MAREAÇÃO designa o ângulo que, conforme o rumo, a linha média da prancha forma com a direcção do vento.

As mareações são as seguintes:

BOLINA - Uma prancha navega à bolina quando recebe o vento pela amura. Navegando com a vela caçada e cingindo a proa, o mais possível, à direcção do vento, diz-se que a prancha segue à bolina cerrada; seguindo mais arribado (o que permite folgar um pouco as velas), mas recebendo o vento ainda pela amura, diz-se que navaga à bolina folgada.

O ângulo com a linha do vento na bolina cerrada é da ordem dos 45º, e corresponde ao limite, a partir do qual, se se orçar, a vela, mesmo muito caçada, começa a encher ao contrário, com anulação do respectivo efeito propulsivo.

LARGO - Se a prancha receber o vento do sector compreendido entre as direcções do través e da alheta, portanto sem intenção de caminhar para barlavento, mas sem ser "empurrada" pelo vento, diz-se que navega a um largo.

POPA - A navegação à popa, é aquela em que a prancha recebe o vento de entre a direcção de uma das alhetas e a direcção da popa. Se adirecção do vento coincidir com a linha mediana da prancha, diz-se que navega à popa arrasada.

AMURAS

Independentemente da mareação (à bolina, ao largo, à popa) a prancha navega, ou AMURADA A BOMBORDO, ou AMURADA A ESTIBORDO, conforme o lado - BB ou EB, respectivamente - de onde recebe o vento.

Nem sempre, quando se altera o rumo, a prancha deixa de receber o ventodo mesmo bordo, pois a mareração pode consistir apenas em orçar ou em arribar e em afinar as velas em conformidade (caçar ao orçar e folgar ao arribar). Em muitos casos, contudo, da alteração do rumo resulta a prancha passar a oferecer ao vento o outro bordo, havendo pois MUDANÇA DE AMURAS.

A manobra de MUDAR DE AMURAS ou VIRAR DE BORDO tem, então de ser preparada e executada segundo um de dois caminhos, a saber:

VIRAR POR-DE-AVANTE, que consiste em orçar até aproar ao vento e continuar a giração, arribando, até aproar ao rumo desejado.

CAMBAR, que consiste em arribar até que a popa, passe pela linha do vento e continuar a giração, orçando, até aproar ao rumo desejado.